“LADY LIBERTY” UMA AMERICANA AFRICANA - Com a diversidade étnica como tema, casa da moeda americana comemorou 225 anos com uma inovadora “American Liberty”


Para a numismática, as moedas são algo mais que um meio de pagamento. O cidadão pode ver sua própria história refletida nestas peças de metal. São, de fato, uma marca física e permanente que nos permite recordar o passado de uma nação e estudar os valores que defende para avançar na direção e compreensão do futuro. Com esse princípio em mente, a casa da moeda dos Estados Unidos lançou o projeto de uma moeda de ouro em janeiro de 2017, disponibilizando aos colecionadores somente após abriu daquele ano.

A moeda “American Liberty 225th Anniversary” nos oferece algo novo e de muito bom gosto. De fato uma das escolhas mais inteligentes dos americanos em temática para moedas. É a primeira vez que a figura “Liberty” será retratada com base em um busto de uma mulher negra. Mas como eu disse antes, eles foram extremamente inteligentes não só na escolha do tema, mas no valor cobrado por uma destas moedas. A “senhora liberdade” não irá sair barata para quem quiser contar com ela hoje em seu acervo! A moeda de ouro foi lançada come valor inicial de US $ 1.500.

Por que a moeda de ouro 2017 American Liberty 225th Anniversary é tão inovadora?
Esta é a primeira vez que a Casa da Moeda dos EUA descreve Lady Liberty, sua alegoria que representa os ideais de liberdade, como uma mulher negra. A liberdade é quase sempre retratada como uma mulher europeia. Ao ser questionada sobre a escolha de uma mulher negra a casa da moeda americana disse:

"Nós ousadamente olhamos para o futuro, lançando a Liberty sob uma nova luz, como uma mulher afro-americana que usa uma coroa de estrelas, ansiosa por capítulos mais brilhantes nos livros de história da nossa Nação".

Esta moeda faz parte de uma série que retratará uma Liberdade alegórica em cunhagem de moedas que terão uma variedade de formas contemporâneas. Neste novo conceito de moedas serão incluídos desenhos que representam os asiáticos americanos, hispânicos e indianos entre outros. A diversidade americana chega ao meio numismático como forma de reflexão sobre a diversidade cultural e étnica dos Estados Unidos. Podemos perceber que ao cunhar uma moeda com uma nova proposta alegórica a casa da moeda americana reforça os ideais de liberdade e o valor fundamental sobre o qual se sustenta a nação, sem esquecer-se de sua diversidade étnica. Desassociando a imagem de uma singular mulher branca e oferecendo a pluralidade de uma nação construída com a participação de imigrantes de várias etnias. De um design clássico, resta nesta moeda comemorativa, somente os formatos tradicionais. Ela apresenta o rosto de uma mulher negra com uma coroa de estrelas junto com a inscrição “in God we trust”. O reverso conserva uma águia em pleno voo cunhada em ouro A moeda de 24 quilates. Além disso, o Tesouro dos EUA já tinha substituído em 2016 a imagem do presidente Andrew Jackson nas notas de 20 dólares pela da ativista e abolicionista, Harriet Tubman.




Creio que esta moeda seja a representação de que os Estados Unidos podem sonhar grande e alcançar a paz e a boa convivência entre as várias etnias que formam aquela nação, também é uma crônica da dificuldade que o país sempre teve para conseguir a liberdade para todos os cidadãos e sua notável diversidade.

Gostou? Deixe seu comentário e seu +1! Obrigado pela visita...

Fontes e Referencias:
- Washington Post: Lady Liberty é "inspirada na evolução contínua da nossa sociedade". Nesta nova moeda, ela é negra.
- Departamento de Tesouraria dos EUA: revelando o futuro da liberdade
- Nat Geo: moedas de dólar - "dinheiro com dinheiro"?

“LADY LIBERTY” UMA AMERICANA AFRICANA - Com a diversidade étnica como tema, casa da moeda americana comemorou 225 anos com uma inovadora “American Liberty” “LADY LIBERTY” UMA AMERICANA AFRICANA - Com a diversidade étnica como tema, casa da moeda americana comemorou 225 anos com uma inovadora “American Liberty” Reviewed by BRUNO DINIZ on fevereiro 22, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.