BORDO, BORDA, REBORDO, REBORDA

Segundo a maioria dos léxicos, tanto bordo como borda são de origem germânica. O termo primitivo poderia ter sido baurd ou bort; em alemão atual bord, tal como em francês.
O vocábulo parece ter sido utilizado inicialmente em Marinha para designar a madeira com a qual se construía o costado dos navios, madeira esta retirada de uma árvore da família das aceráceas, denominada bordo(ô), muito usada para esse fim.
Do ponto de vista semântico o termo evoluiu para uma abrangência maior, passando a significar o próprio costado do navio (navio de alto bordo), o interior do navio (estar a bordo) e o rumo da navegação.
Paralelamente ao seu emprego em Náutica, o termo passou a designar o limite ou extremidade de uma superfície ou objeto, adquirindo o sentido de margem, beira, orla.
Alguns léxicos conferem ainda um significado adicional a bordo - o de disposição, ânimo, intenção, propósito.[1][2]
De bordo derivam o verbo abordar e seus cognatos, como abordagem e abordável.
O francês bord e o espanhol borde mantiveram apenas um gênero (masculino) para todas as acepções. Em português o vocábulo desdobrou-se em dois: bordo e borda.
Em Náutica firmou-se o uso do masculino - bordo. No sentido mais amplo de margem, beira, orla, entretanto, têm sido usados as duas formas. 
Rebordo é palavra encontrada em apenas alguns poucos dicionários, significando "borda revirada para fora". Somente Silveira Bueno registra o termo como sinônimo de borda.[10]
Curiosamente, reborda não aparece em nenhum léxico, nem mesmo no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras.[11] Apesar disso, reborda é termo de longa data usado em várias áreas.
Rebordo e reborda são compostos nominais formados com o prefixo re- + bordo(a). O prefixo latino re- tem significados diversos na formação das palavras, podendo indicar repetição, aumento, reciprocidade, ação contrária, negação, ou servir para dar maior força à palavra a que se liga como no caso de rebordo (a), em que o prefixo não modifica o sentido da palavra bordo (a).[13]

Referências bibliográficas
1. FERREIRA, A.B.H. - Novo dicionário da língua portuguesa, 3.ed. Rio de Janeiro, Ed. Nova Fronteira, 1999.
2. MICHAELIS - Moderno dicionário da língua portuguesa. São Paulo, Cia. Melhoramentos, 1998. 
10. BUENO, F.S. - Grande dicionário etimológico-prosódico da língua portuguesa. São Paulo, Ed. Saraiva, 1963.
11. ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS - Vocabulário ortográfico da língua portuguesa, 3. ed. Rio de Janeiro, Imprensa Nacional, 1999.
13. GOES, C. - Dicionário de afixos e desinências, 3.ed. Liv. Francisco Alves, 1937.

Compilado em 18/09/2008 por William Rayel.
Atualizado em 12/10/2008
BORDO, BORDA, REBORDO, REBORDA BORDO, BORDA, REBORDO, REBORDA Reviewed by BRUNO DINIZ on dezembro 04, 2015 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.