>>Colecione moedas, cédulas, selos e cartões telefonicos do Brasil e do Mundo!!! Venha ser um colecionador...>> Entre Cédulas, Moedas, Selos e Histórias é uma página do Historiador e Numismata Bruno Diniz >> Contato: brunocelest@gmail.com >> Siga nossa coleção no Google+ >> Inscreva-se em nosso canal no Youtube!!! >>

BRASIL NOVA REPÚBLICA - 1985 ATÉ O PRESENTE...


INFOGRÁFICO: BRASIL MOEDAS

Período da História Brasileira que vai de 1985 até aos dias atuais. Teve inicio com o fim da Ditadura Militar.

A Nova República é o período de nossa história onde o Brasil passou a ser verdadeiramente um país democrático.

Em 1985, Tancredo Neves foi eleito Presidente do Brasil pelo colégio eleitoral. A escolha de Tancredo Neves como presidente deu um ponto final na ditadura militar.
Democracia Brasileira
Na véspera de tomar posse do governo, Tancredo Neves adoeceu e dias depois, 21 de Abril de 1985, venho a falecer. O Governo Sarney (1985-1990)
Com a morte de Tancredo Neves, o vice-presidente eleito, José Sarney, assumiu a presidência do Brasil.

José Sarney governou o Brasil espelhado na imagem de Tancredo Neves. O ministério foi composto pelos mesmos ministros escolhidos por Tancredo.

O Governo Sarney deu inicio a redemocratização do Brasil. Foi estabelecido eleições diretas para os cargos políticos. Também foi dado o direito de votar aos analfabetos e foi criada uma nova Constituição.

"A Constituição de 1988 é a mais democrática que o Brasil já teve"

No campo político o Brasil respirava com a redemocratização mas, no campo econômico os problemas continuaram. Buscando uma solução para a crise econômica, em Fevereiro de 1986, o Governo Sarney lançou um plano de estabilização econômica, o Plano Cruzado.

A nova moeda, o Cruzado, tinha o valor de mil Cruzeiros, antiga moeda. Pelo Plano Cruzado ficou estabelecido o congelamento de preços e salários. Estas medidas econômicas não surtiram efeito pois a inflação voltou a subir.

Com o fracasso do Plano Cruzado, outros planos econômicos foram elaborados, foi o caso do Plano Blesser e Plano Verão que criou o Cruzado Novo.

O Governo Collor (1990-1993)

Nas eleições de 1989, com o caos econômico instalado no Brasil, a população optou por votar num candidato que não fosse o indicado pelo governo Sarney.

O povo elegeu como Presidente do Brasil Fernando Collor de Mello. Em sua campanha política, Collor afirmava que buscaria melhorias na condição de vida do povo brasileiro, chamado por ele de pés-descalços e descamisados.

Logo ao assumir a presidência, Collor pois em pratica o Plano Brasil Novo, conhecido também como Plano Collor. O Plano Collor em comparação aos planos tomados pelos governos anteriores, foi o mais drástico. A moeda voltou a ser o cruzeiro que passou a ser circulado em menor quantidade. As contas bancárias e cadernetas de poupanças com saldo superior a 50 mil cruzeiros foram bloqueadas.

Inicialmente, as medidas econômicas tomadas no Governo Collor até surtiram efeito, mas no andamento do governo a inflação voltou a subir. Para piorar a situação do presidente Collor, sua imagem ficaria suja devido as denuncias de corrupção em seu governo.

Pedro Collor, irmão do presidente, denunciou um esquema de corrupção que tinha como principal figura Paulo César Farias, tesoureiro da campanha politica de Collor. A descoberta do Esquema PC Farias atingiu em cheio a popularidade de Fernando Collor. Seus dias como presidente estavam contados.

Demonstrando o seu descontentamento com o governo Collor, boa parte da população brasileira surpreendentemente saiu as ruas para protestar. Queriam eles a imediata renúncia de Collor.

Pressionados pelos caras pintadas, a Câmara dos Deputados instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Na CPI foram levantadas provas suficientes que comprovaram a participação de Collor no Esquema PC. O Congresso Nacional teve que se reunir para discutir a aprovação do Impeachment de Fernando Collor de Melo.

Em 29 de Dezembro de 1993, Fernando Collor optou por renunciar a presidência deixando o cargo para o seu vice, Itamar Franco.

O Governo Itamar Franco (1993-1994)

Com a renúncia de Fernando Collor, Itamar Franco teve que assumir a Presidência do Brasil. No Governo Itamar Franco, foi encontrado uma solução para a crise econômica que assolava o Brasil. Em Maio de 1993, Itamar Franco nomeou Fernando Henrique Cardoso como Ministro da Fazenda.

Fernando Henrique Cardoso, a frente de um grupo de economistas, elaborou um bem sucedido plano econômico, o Plano Real.

A nova moeda, o Real, tornou-se um sucesso. Com a nova moeda a população teve um melhor poder aquisitivo e seus salários não estavam mais sendo corroídos pela inflação.

O Governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002)

Foi dado a Fernando Henrique Cardoso o credito pela elaboração do Plano Real. A população confiava nele e por isso ele sagrou-se como candidato vencedor nas eleições presidênciais de 1994.

Fernando Henrique tomou posse do Governo em 1 de Janeiro de 1995. Ao final de 1998 foi reeleito como presidente derrotando novamente o candidato da oposição, Luís Inácio Lula da Silva. Além de se engajar na missão de manter a inflação baixa, o Governo FHC optou por privatizar as empresas estatais e abrir  a economia brasileira para o MERCOSUL.

A nova política econômica adotada no segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, fez com que o Brasil recorresse ao FMI, o que gerou a desvalorização do Real.

O Governo Lula (2002 - 2010)

Em 2002, Luiz Inácio Lula da Silva, quem um dia já foi retirante, metalúrgico e sindicalista, tornou-se presidente do Brasil.

Lula é considerado por muitos como o presidente mais popular da História do Brasil. Nem o escândalo do Mensalão conseguiu ofuscar o governo Lula.

Em seu primeiro mandato presidencial, Lula lançou o programa Fome Zero visando melhorar a condição dos brasileiros que viviam em situação de extrema pobreza. Em seguida vieram outros programas sociais semelhantes como o Bolsa Família e Bolsa Escola.

Em 2006, Mesmo acusado por seus opositores de ser o líder Mensalão, Lula conseguiu reeleger-se presidente do Brasil.

A maioria da população brasileira não se importava com as noticias de corrupção ocorridas no governo do Presidente Lula. O que importava para O povo era ter um salário mínimo que pudesse de fato suprir as necessidades financeiras e a continuação dos programas anti miséria 

No governo Lula, o salário mínimo aumentou assim como o poder aquisitivo dos brasileiros. Como consequência disto a economia brasileira cresceu. Novos postos de trabalhos foram criados e o Brasil passou a ser bem visto no mercado mundial.

Em seu segundo mandato presidencial, Lula lançou plano de governo PAC, Programa de Aceleramento Econômico. O governo brasileiro investiu em saneamento, habitação, transporte e energia.

Na Política externa, Lula procurou não se apoiar em apenas numa frente diplomática. Buscou o dialogo comercial e político com países diferentes e antagônicos como Estados Unidos e Irã.

No governo Lula, o Brasil foi escolhido como país sede da Copa do Mundo de 2014 e também de uma Olimpíada que será sediada pela Cidade do Rio de Janeiro em 2016.


Em 2010 terminou o aclamado e ao mesmo tempo criticado governo Lula. Dilma Rousseff, contando com o apoio do próprio Lula, foi eleita presidente do Brasil, com isso vivemos o caos no governo Dilma nos tempos atuais...