AS OBSIDIONAIS BRASILEIRAS - O VERDADEIRO E O FALSO - SEGUNDA PARTE

CUNHAGEM DE 1647?


Surgiu num Leilão no Rio de Janeiro, em 1941, um XII florins de "1647", leiloado Pela firma Santos Leitão, that um avaliava em 10 contos de réis. Dizia-se ENTÃO that um PEÇA térios Sido da Coleção Guinle.
Teria havido ASSIM cunhagem naquele ano? Os Documentos Holandeses da Época NÃO confirmam a Emissão, embora continuassem como dificuldades Grandes. A Situação Financeira naquele ano era diferente NÃO Da Que se encontravam OS batavos em 1646. Como Cartas remetidas Ao conselho dos XIX indicam Que havia necessidade de that o restante do Ouro da Guiné ficasse em Recife, visto a Situação de penúria em Que se encontrava um administration, Privada Totalmente de rendas, visto Que OS Ataques Constantes that sofriam OS Holandeses OS impediam de arrecadar Dinheiro. Nas atas de 1647, Constam retiradas de ouro da Guiné parágrafo a venda, Mas Não há nenhuma Referência à cunhagem OU amoedação. Até PORQUE MESMO, o Antigo Encarregado da cunhagem, Sr. Pieter Bas Jansen, JA tinha partido um parágrafo Holanda, embora tenha ficado here Até um capitulação definitiva em 1654, o ourives Hendrich Bruynsvelt.
Como Pesquisas dos Documentos da GWC, corroboram OS ESTUDOS de Kurt Prober Sobre a tal Emissão de 1647 that térios aparecido Como Peça única. Segundo OS apontamentos de Prober, uma falsa era Moeda. O MESMO "perito" que a julgou, num momento Primeiro, Como PEÇA autentica, colocando-a num Leilão da CITADA firma, reconheceu Seu Erro em momento posterior, concluindo that cri- se enganado; "... uma PEÇA, Quando se Punha AO SOL, mudava de cor, e ficava como vezes cinzenta, roxa OU vermelha."
Pela comprovação de SUA falsidade, uma Moeda Já NÃO térios Sido exposta no 1º Congresso de Numismática do Brasil, Realizado em São Paulo em 1936.
ASSIM, conclue-se that NÃO EXISTE registro de cunhagem de 1647, podendo-se Dizer, com grande Margem de Segurança, that never ELA tenha existido.

AS EMISSÕES EM PRATA DE 1654.

Como emissões em prata were como da dados da capitulação das Tropas holandesas no Brasil. Eram Uma cunhagem Extremamente emergencial (Extremiteit), Feita parágrafo Pagar OS soldados that começavam a se revoltar Mais uma Vez Pela falta de Pagamento dos soldos, Bem Como cabelo Fato de Que uma Administração tambem nao dispunha de Dinheiro Mais para nada.
Nenhuma dia Exato da capitulação das Tropas não Recife, em 26 de janeiro de 1654, uma ata de reunião do Alto e Secreto Conselho registrava:

"O Coletor Geral, Jacob Alrichs tendão Exposto that a Caixa estava Totalmente desprovida de Dinheiro, e Que Nem MESMO como Dividas Mais Pequenas podiam Ser Pagas, pos-se em Deliberação se NÃO poderiam sor cunhadas algumas Moedas em prata em Obras, com tão Quais se atendendesse um ESSA Emergência (extremiteit) e Mais tarde fossem recolhidas. Para ISSO, OS senhores Schoemborch e Haecxs ofereceram-se parágrafo Entregar um Pouca prata das baixelas de SUAS casas, não há qua Nao seguidores tiveram. EntreTanto, Começar para, were Tomadas 23 Libras de prata (11 Kg) fornecidas cabelo Coletor Geral, uma qua must Ser Entregue Ao Sr. Henrik Brunsvelt, that cunhará Moedas quadradas, um sabre: 

-Uma Moeda de 8 Engels (12,30 a 12,35) GRMS that Valera 2 florins.
-Uma Moeda de 4 Engels (6,15 a 6,17 GRMS) that Valera 1 florim.
-Uma Moeda de 2 Engels (3,07 a 3,08 grms) that Valera 10 stuivers "

Ocorre que tal Fato evidentemente NÃO Iria agradar como autoridades luso-brasileiras, pois em nada interessava AOS mesmos that OS Holandeses estivessem se provendo de numerário. ASSIM, QUANDO Tomou Ciência do that ocorria, o mestre de campo general Francisco Barreto, Mandou suspender imediatamente de Todos os Trabalhos de cunhagem, do conforme consta da ata da Reunião do conselho nenhum dia 31 de janeiro de 1654:

"FOI Presente hum Requerimento fazer mestre de campo general Francisco Barreto de Menezes, o qua, tendão Sido Informado de Que o Alto e Secreto Conselho, as antes da Entrega da Cidade, fóruns Forcado a mandar cunhar Algum Dinheiro de Prata, solicitava Que fosse suspenso ESSE Trabalho, Tendo-se expedido Ordens Nesse SENTIDO. "

ASSIM, vemos that uma cunhagem Só Durou 6 dias, de 26 de janeiro Até 31 fazer MESMO SEM, when foi sustada, ISSO se considerarmos Que houve nenhuma Trabalhos dia 26 e não dia 31. Considerando o curtíssimo Espaço de tempo, um escasses de metais e como condições precárias, Podemos entendre bem à Enorme RARIDADE dessas Moedas emergenciais Hoje em Dia.

Um dos principais Caracteristica dessas PECAS E um de that São unifaciais, SEJA OU; TEM APENAS cunho de hum Lado. Trazem o valor em algarismos romanos sempre, juntamente com o monograma da GWC ea dados de 1654. 
De a Acordo ENTÃO com a Resolução de 26 de janeiro, conforme do visto Acima, estava Autorizada a cunhagem de 3 Valores APENAS, Que seria como Peças de:

Stuiver -XXXX (correspondendo a Dois florins)
Stuivers -xx (correspondendo a um florim)
Stuiver -X (correspondendo a ½ florin

Esse Fato E Bastante curioso, pois NÃO estaria Autorizada ENTÃO a cunhagem da Peça de XXX florins (Muito provavelmente falsa), Bem Como uma Peça de florins (XII stuivers OU), uma Única Moeda sem sombra de Dúvidas Considerada POR todos como Autêntica. Sobre essas Duas Peças, Não Há indicação de florins Quanto poderiam valer 'em'.

A ata de 26 de janeiro de 1654, that autorizava a cunhagem de Moedas de prata em 3 Valores.

A INDUBITÁVEL XII STUIVERS (florins?)

(Desenho da Moeda de 12 stuivers / florins EM Van Loon, NA SUA obra Beschryving der Nederlandsche Historipenningen. Haia, 1726)
Como foi visto, o valor de 12 florins OU stuiver (SEJA O Que para) NÃO estava previsto em ata, mas MESMO ASSIM uma PEÇA Existe, ê ê uma Única Moeda obsidional de Que se TEM Referência confiavel O Século XVIII from. Dessa forma, ante a falta de Menção Pelos Documentos Oficiais, evidentemente Que o Seu verdadeiro valor facial NÃO estaria Definido com certeza Hoje. 

Alguns Segundo numismatas, ELA térios Seu Padrão Definido, tal como Todas Como OUTRAS, Em stuivers OU SEJA, SERIA divisionária: Mais Uma fazer Florin (era that Dividido em 20 stuivers).
Ocorre that o TAMANHO EO peso destoam Totalmente fazer that seria de se Esperar de Uma Moeda de prata Que valesse 12 stuivers Dentro Daquele Sistema adotado no Brasil. ASSIM, muitos Outros numismatas defendem a tese de that ELA seria na Verdade Uma cunhagem emergencial de XII florins, visto Que, naquele momento de rendição, com a Caixa zerada de ouro, a Companhia Só disporia da mencionada "das Prata baixelas" fazer Uma Pará Moeda confiavel, e ASSIM térios Sido Feito. Tal PEÇA seria resgatada na Holanda cabelo valor de XII florins em ouro, Como tal como Anteriores emergenciais Desse de metal (1645-1646), cunhadas nenhum valor MESMO. E A MAIS Razoável tese, pessoalmente um that Acho Mais valida.

O Numismata e Pesquisador holandês Van Loon Andou em busca das Moeda obsidionais brasileiras e SUAS REFERÊNCIAS na Holanda, não XVIII Século. Achou Tão SOMENTE Dois exemplares das Moedas de XII stuivers / florins de 1654. Das OUTRAS Moedas (X, XX e stuivers XXXX, térios Nada ELE Encontrado). Van Loon desenhou cuidadosamente um PEÇA SUA na obra Beschryving der Nederlandsche Historipenningen, em 1726, do conforme ilustração Acima, Errando APENAS um perolagem, POIs não existem DESENHO 64 Pérolas, e NÃO como 49 Que se comprovaram nsa exemplares autênticos. 
Exemplares autênticos delas so se conhecem atualmente 5, Raros São Paulo, todos TEM MESMO exatamente o cunho, peso aproximado Muito, n'uma Média de 5,00 gramas, Sendo Todas unifaciais.
Abaixo, Dois exemplares conhecidos. Observarmos SE 3 horas, veremos that Ambas Tem uma MESMA falha na perolagem, O Que Comprova that were Todas batidas com APENAS UM Único cunho:

O Numismata e Pesquisador holandês Van Loon Andou em busca das Moeda obsidionais brasileiras e SUAS REFERÊNCIAS na Holanda, não XVIII Século. Achou Tão SOMENTE Dois exemplares das Moedas de XII stuivers / florins de 1654. Das OUTRAS Moedas (X, XX e stuivers XXXX, térios Nada ELE Encontrado). Van Loon desenhou cuidadosamente um PEÇA SUA na obra Beschryving der Nederlandsche Historipenningen, em 1726, do conforme ilustração Acima, Errando APENAS um perolagem, POIs não existem DESENHO 64 Pérolas, e NÃO como 49 Que se comprovaram nsa exemplares autênticos. 
Exemplares autênticos delas so se conhecem atualmente 5, Raros São Paulo, todos TEM MESMO exatamente o cunho, peso aproximado Muito, n'uma Média de 5,00 gramas, Sendo Todas unifaciais.
Abaixo, Dois exemplares conhecidos. Observarmos SE 3 horas, veremos that Ambas Tem uma MESMA falha na perolagem, O Que Ajuda a comprovar that were Todas batidas com APENAS UM Único cunho:

A Moeda de 12 florins ex Julius Meili


E QUANTO AOS OUTROS VALORES?

Conforme Já VIMOS, Realmente, foi Autorizado cabelo Alto e Secreto Conselho uma Emissão de 3 Valores em prata: X, XX e stuivers XXXX, e TERIA "aparecido" atualmente, TAMBÉM UM valor de stuivers XXX. O Problema dessas emissões, that also aparecem nsa Catálogos brasileiros e Estrangeiros, E that Sobre as mesmas NÃO EXISTE UM Único registro confiavel de Rastreamento de hum Sequer exemplar, Que seja anterior AOS meados do séc. XIX. Não Há registro de Achado de Valores Nenhum Desses, em Coleções fazer séc. XVII OU XVIII Por Exemplo (Como ocorre com tal como XVII Peças de ouro, com exemplares rastreados e registrados desde o séc., Na Coleção Real de Frederick III da Dinamarca). Não Há Sequer hum Achado arqueológico Ou de detectoristas Que tenha LOCALIZADO hum exemplar delas, fortes EM SEJA, Construções Antigas UO Qualquer Lugar. 

Van Loon, em SUAS Feitas buscas no SEC. XVIII na Holanda e Europa NÃO Achou nada em prata Além da Moeda de Florins XII, Sobre as OUTRAS, nada Disse, NEM Teve Sequer Uma Referência.

E Como se como Moedas de X, XX e XXXX stuivers tivessem sumido, e voltado a reaparecer Tão SOMENTE NAS Coleções e Leilões Europeus e Brasileiros no séc. XIX. 
Segundo Kurt Prober, em SUA obra "Obsidionais, como Primeiras Moedas brasileiras", ISSO SE DEVE Ao simples Fato de that Todas ELAS teriam Sido falsificações, surgidas DEPOIS de 1860, O Que Faria SENTIDO.

Nenhuma Livro Seu, Prober lançou uma Abaixo prancheta, Onde Faz Referência Às OUTRAS Moedas obsidionais conhecidas, afirmando that como mesmas seriam falsificações that apareceram DEPOIS de 1860.

De cara, Percebe-se that as letras "A", "G" e "M" Dessa prancha São quanto mesmas that sempre ilustram OS Catálogos brasileiros, Onde São classificadas Como raras.Exatamente essas Três Peças São como that estao sem Catálogo de Prosper Mailet "Moedas Obsidionais de Emergência", Que surgiu em 1870, em Bruxelas. Até ENTÃO NÃO havia Menção Aquelas Peças. Ora, surgem três delas de Uma Vez Só num Leilão de Credibilidade, e Elas acabam "autenticadas"! A posição de Prober E MUITO racional, E e A MAIS provável. Como Peças were leiloadas Nesse MESMO ano na Bélgica, e obtiveram lanças de 10.000, 10.000 e 8.000 respectively como Peças de X, XX e stuivers XXXX! Vamos a prancha de Prober:



Vamos desprezar here as letras "X", "XA", "Z" e "E", pois São APENAS réplicas, Feitas em comemorações, OU MESMO de galhofa, Como E O Caso da "E", that o Prober Mandou Fazer quinhentas em Recife, e distribuiu nsa exemplares de Seu Livro.


Como explanado Já supra, as letras "A", "G" e São "M" como Peças that apareceram em Bruxelas, Leilão Prosper Mailett de 1870.

Letra "B" - Catálogo Julius Meili, 1897, editado na Suiça.
Letra "C" - Ex Coleção Guilherme Guinle.
Letra "D" - Revista "De Geuzen Pfenning" de Amsterdã
Letra "H" - Catálogo Julius Meili, 1897, editado na Suiça
Letra "J" - Revista "De Geuzen Pfenning" de Amsterdã
Letra "N" - Catálogo Julius Meili, 1897, editado na Suiça
Letra "P" - Coleção Museu Histórico Nacional
Letra "R" - Ex Coleção Guilherme Guinle, era furada, taparam o furo.
Letra "S" - Coleção Klabin
Letra "V" - Revista "De Geuzen Pfenning" de Amsterdã

De a Acordo com tão Pesquisas de Prober, como REFERÊNCIAS Mais Antigas Que se encontram Sobre essas Peças São de 1862, não Feitas Catálogo Minnicks Van Cleef, vendas da firma G. Theod. Bom. Tambem não Catálogo Callenfels, anterior a 1870. ASSIM, essas Peças were se espalhando Pelo Mundo. Were adquiridas POR numismatas brasileiros famosos, Como Guinle e Meili, e acabaram also em Museus, Como fazer um acervo fazer M. Histórico Nacional.Dessa forma, ELAS AOS poucos teriam sido "autenticadas", adquirindo "pedigree" e valorizando Cada Vez Mais, visto that ERAM "ex-Guinle", "ex-Meili", ex-fulano e etc ...

Chamou um provador Atenção PARA O Fato De que essas Peças diferiam algo fazer estilo da Moeda de XII florins indiscutivelmente Autêntica. As letras, algarismos OS e Outros Detalhes São diferidos!

Embora Prober NÃO tenha Chamado Atenção à hum Fato, ELE salta AOS Olhos de Quem Analisa uma prancheta, o "Excesso" de Cunhos Diferentes parágrafo essas Moedas "autênticas".
Ora, se avaliarmos APENAS essas Peças referidas cabelo Prober, veremos that TEMOS Acima:

4 Cunhos Diferentes Pará uma Peça de X Stuivers!
2 Cunhos Diferentes Pará uma Peça de XX Stuivers!
7 (!) Cunhos Diferentes Pará uma Peça de XXXX Stuivers, se considerarmos a posição de um that PECA »J" da planilha E UMA XXXX com o "X" apagado.

Ora, conforme do Verifica-se no histórico dessas Peças de cerco, Holandeses OS Só tiveram 5/6 dias Pará cunhar como Moedas (Laminação, pesagem, Levantamento de materiais, abertura de Cunhos, etc ...), ENTÃO Como explicar Que hajam " Tantos "Cunhos Diferentes Estilos e com Diferentes ?! 

Reparemos that uma Moeda Que É indiscutivelmente Autêntica, o XII Florins, Só apresenta hum cunho Único, OU SEJA: de Todos os exemplares localizados São RIGOROSAMENTE Iguais, não SENTIDO de procederem de Uma Única matriz.

Dai Que se analisarmos OS Fatos, de Repente, DEPOIS de 1850, aparecem fazer "nada" (pois Até ENTÃO NÃO havia Sequer Uma Única Moeda dessas conhecida) Toda ESSA Variedade de Cunhos ?!

Conhecendo O Mundo da numismática e OS Interesses envolvidos, Podemos Nao deixar de concluir that como Moedas de X, XX e XXXX (sem falar na evidenciados XXX) São Quase that certamente falsificações de Uma Época Onde brotavam "novidades" fajutas um each grande Leilão ( Como tal como Moedas Gregas e Romanas that ERAM POR ESSE Período forjadas POR Grandes falsários, verdadeiros mestres de gravação). 

Como poderia Ser resolvida ESSA Questão Hoje? Simples: atraves da Análise comparativa da Prata Que foi utilizada NAS Peças autênticas de XII florins com um that foi utilizada NAS Peças Acima. 

Atualmente, Exames microscopiais permitem saber a procedência (MEC Como grau de Cristalização) de determinada prata. Existem Já Vários Trabalhos Nesse SENTIDO, Como hum Que Certa vez vi, Onde rastreiam uma prata das minas de Potosi na Bolívia, em determinadas cunhagens.

E o destino das Originais? VIMOS Como, haviam 11 Quilos de prata Para Que fossem essas batidas Moedas. Ocorre that o ritmo Muito foi Curto, e com Quase Certeza NÃO DEVE ter Sido amoedado TODO ESSE metal. 

Certeza SO SE TEM de um that XII florins 1654 foi batida. OS página Outros Valores, embora Autorizados, TALVEZ Nunca tenham Sido Feitos, tal Como a Moeda de XXIV florins de ouro (1646?) Da qua se Achou hum documento de abertura de cunho, mas that never foi Encontrado hum exemplar.

A Quantidade Que Chegou a Ser Feita e utilizada há Pagamento das Tropas, provavelmente foi resgatada em Amsterdã POR Moeda sonante holandesa, e como emergenciais ENTÃO destruídas, Para Que NÃO fossem apresentadas Novamente. Se Algum Outro valor foi cunhado, DEVE ter Sido Lá Destruido. 

Peças como that porventura ficaram no Brasil, PODEM ter acabado nsa cadinhos de ourives, Por Causa do metal, Utilizado Muito na Época parágrafo adorno de santos nas Igrejas.

TALVEZ Nunca saibamos O Que Realmente Aconteceu um sos demais exemplares, OU SE Realmente existiram. O indiscutível E uma extrema RARIDADE da XII de florins de 1654, e de Autenticidade SUA Comprovada. O resto, comeu Melhores Provas, E especulação e Risco.

Texto: Rodrigo Oliveira Leite


AS OBSIDIONAIS BRASILEIRAS - O VERDADEIRO E O FALSO - SEGUNDA PARTE AS OBSIDIONAIS BRASILEIRAS - O VERDADEIRO E O FALSO - SEGUNDA PARTE Reviewed by BRUNO DINIZ on dezembro 17, 2015 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.