História econômica do Brasil

A história econômica do Brasil é marcada pelas grandes divisões de sua história política e geral. No entanto muitos autores identificam continuidades, uma permanência das marcas deixadas pela colonização, formulando teorias como a da dependência e ressaltando as diferenças entre as "colônias de povoamento" e as "colônias de exploração" . A economia brasileira viveu vários ciclos ao longo da História do Brasil. Em cada ciclo, um setor foi privilegiado em detrimento de outros, e provocou sucessivas mudanças sociais, populacionais, políticas e culturais dentro da sociedade brasileira.

O Brasil inseriu-se na história econômica ocidental inicialmente no setor primário extrativista. Os índios que viviam no território brasileiro viviam de caça, pesca e coleta, com algumas tribos praticando agricultura ocasional. Ao encontrar-se com o europeu, o escambo desenvolveu e a extração  sistemática  nas regiões costeiras e depois das drogas do sertão tornaram-se marginais com a fixação de colonos portugueses e estabilização da agricultura de plantation.

Ainda no período colonial desenvolveram-se os ciclos de mineração e em consequência, o de tráfico humano e pecuária como atividades econômicas subsidiárias da mineração. Nesta época, a manufatura foi desencorajada, o que explica a tardia industrialização do Brasil.

No final do império propagou-se a produção e exportação de poucos produtos em commodities, como o café, a borracha, o cacau e depois da crise de 1929, começaram a fortalecer as indústrias. A partir da década de 1900 consolida o setor terciário, com uma economia baseada em serviços.

Nas Próximas postagens iremos abordar todos os períodos importantes para o sistema econômico do Brasil em toda sua história. Não perca nossa série!!!   
História econômica do Brasil História econômica do Brasil Reviewed by BRUNO DINIZ on novembro 08, 2014 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.