>>Colecione moedas e cédulas do Brasil e do Mundo!!! Venha ser um colecionador...

A MOEDA DE MARIA TERESA

Em 1740, Maria Teresa herdou o trono seu pai, Carlos VI, aos 23 anos de idade. Ela foi coroada rainha da Hungria e Boêmia e arquiduquesa da Áustria, tornando-se assim, a primeira mulher a governar a dinastia dos Habsburgos em 650 anos de História. O título de imperatriz veio em 1745, quando seu marido, Francisco Estevão, foi eleito imperador do Sacro-Império Romano. Maria Teresa defendeu corajosamente suas terras e seus direitos durante a Guerra da Sucessão Austríaca travada contra Frederico da Prússia e seus aliados. Internamente, seu reinado foi marcado por grandes mudanças nas áreas da justiça, finanças, educação, agricultura e medicina. Ela herdou um estado enfraquecido, financeira e militarmente, e o transformou em uma potência. 

Acredita-se que seu casamento com Francisco Estevão de Lorena tenha sido realmente por amor. 
Afinal de contas, tiveram 16 filhos! Francisco era um hábil homem de negócios mas, não tinha ambições políticas e, mesmo após tornar-se imperador, sempre deixou os assuntos de governo nas mãos de seus aliados. Ele morreu em 1765 e foi sucedido pelo seu filho José II, que tornou-se coregente ao lado de sua mãe, Maria Teresa. 

Em 21 de setembro de 1753, a imperatriz Maria Teresa assinou uma convenção monetária juntamente com o príncipe da Bavária. Esse tratado definia a quantidade de prata em cada moeda e a relação entre o Gulden e o Táler como sendo 2:1. Além disso, definiu que o bordo das moedas teria inscrições para prevenir a raspagem dos metais (clipping). 

O primeiro táler com o retrato da imperatriz foi cunhado em 1740. A moeda de que estamos tratando, no entanto, mostra a imperatriz após alguns anos e foi cunhada em 1780, ano de sua morte. 

O táler de prata era a moeda oficial do Império e das possessões austríacas. Era muito importante no comércio com o Levante (região que corresponde atualmente ao Líbano, Síria e partes da Turquia). O táler de Maria Teresa tornou-se a moeda mais conhecida do mundo árabe. Após a morte da imperatriz, José II permitiu que a casa da moeda de Günzburg (atualmente na Bavária, mas naquele tempo em território austríaco) continuasse produzindo os táleres usando-se os cunhos de 1780, a fim de suprir a demanda do Oriente Médio. O táler de 1780 era a única moeda em que os árabes confiavam. Assim começou a longa história de cunhagem do táler de Maria Teresa. Desde então, o táler foi cunhado com propósitos comerciais em Günzburg, Viena, Praga, Milão, Veneza, Londres, Paris, Bruxelas, Kremnitz, Karlsburg, Roma, Bombaim e Florença. O táler tornou-se também a 
moeda não-oficial de países no norte da África e teve circulação legal em alguns deles durante a Segunda Guerra Mundial. Ainda hoje, esta moeda pode ser encontrada em muitos bazares árabes. 

O táler perdeu seu status de moeda circulante na Áustria em 1858, mas graças a um decreto de 1857 (ratificado nas atuais leis da República da Áustria), ainda é produzido pela casa da moeda de Viena. 
Calcula-se que mais de 800 milhões de moedas tenham sido cunhadas desde 1780. 

Descrição da moeda 

O anverso mostra o retrato da imperatriz. Ela usa um véu (por ser viúva) e um broche com 9 pérolas. 
A legenda "M. THERESIA D. G. R. IMP. HU. BO. REG." pode ser traduzida deste modo: "Maria Teresa, pela graça de Deus, Imperatriz Romana da Hungria e Rainha da Boêmia". Abaixo do busto encontram-se as iniciais "S.F.", que correspondem aos nomes dos oficiais da casa da moeda de Günzburg em 1780: Tobias Schöbl (S) e Joseph Faby (F). 

O reverso apresenta a águia imperial de duas cabeças com o escudo de armas da Áustria ao centro. Ao redor do escudo há outro escudo dividido em quatro partes representando a Hungria, Boêmia, Burgundia e Burgau (Günzburg). A inscrição "ARCHID. AUST. DUX. BURG. CO. TYR. 1780" pode ser traduzida como: "Arquiduquesa da Áustria, Duquesa da Burgundia, Condessa do Tirol, 1780". 

O bordo da moeda possui ornamentos e a seguinte inscrição em alto-relevo: "IUSTITIA ET CLEMENTIA". Este era o lema da Imperatriz Maria Teresa, "Justiça e Clemência". 

Especificações:


Diâmetro: 39,5 mm
Composição: 833 Ag .166 Cu (83,3% de prata e 16,6% de cobre)
Peso total : 28,0668 g
Peso em prata: 23,3890 g