>>Colecione moedas, cédulas, selos e cartões telefonicos do Brasil e do Mundo!!! Venha ser um colecionador...>> Entre Cédulas, Moedas, Selos e Histórias é uma página do Historiador e Numismata Bruno Diniz >> Contato: brunocelest@gmail.com >> Siga nossa coleção no Google+ >> Inscreva-se em nosso canal no Youtube!!! >>

MOEDAS ABUSIVAS - Supostas para São Paulo


Nota Biográfica do Autor

Há cerca de 50 anos, o Dr. Fernando Brandão Correia vem colecionando moedas da coleção brasileira, possuindo hoje um acervo considerável, principalmente de prata, da Colônia, Império e República. Além de colecionador, o Dr. Fernando sempre foi um estudioso da numismática. Toda a sua coleção foi objeto, peça por peça, de um estudo. Classificação por variantes (dezenas de novas), determinação dos recunhos (aí são milhares), peças dos 20 aos 960 reis, cruzados, 3º sistema, República, é um sem-fim de exemplares e de história da numismática brasileira. A par deste acervo de emissão “oficial”, coletou ao longo dos anos, uma admirável coleção de moedas falsas principalmente de 960 reis. Não são moedas fundidas, de data indefinida e de nenhum valor numismático. São peças cunhadas, algumas recunhadas, e que circularam por todo o Brasil. Há cunhos grosseiros, outros de lavra excelente, há moedas de prata baixa, de cobre e latão com banho de prata, de níquel (como a clássica 27 tulipas de 1823), e moedas recunhadas em outras de prata de lei, como as três de 1825P recunhadas em moedas francesas: 5 francos do Directoire, Napoleão e Luiz XVIII. Cada peça foi estudada e descrita. As variantes foram separadas e classificadas pelo Dr. Fernando, num trabalho de detalhe que nada fica a dever aos nossos melhores catálogos. Coube-me apenas digitar as páginas manuscritas na letra fina e miúda do autor, e, com meus parcos dotes fotográficos, fazer um registro fotográfico de frente e verso de cada exemplar. Possam os colegas numismatas aportar novos exemplares e enriquecer este trabalho que só pretende ser o início de um catálogo mais completo.

Salvador, outubro de 2006.

Miguel J. Nuske


Ano de 1814 - Var1

CATÁLOGO DE PATACÕES FALSOS – COL FERNANDO BRANDÃO CORREIA
MOEDAS ABUSIVAS – SUPOSTAS PARA SÃO PAULO
1814 COLONIA VAR 1
GP P N(àE) 6.6 3.3 7.7
ANVERSO
COROA – afastada do diadema; cruz singela
DIADEMA – unido ao escudo; losangos entre pontos (2, 3 em triângulo, 4 em cruz)
PEDÍCULOS – 2º c/ pérola p/ a D; 3º c/ pérola p/ a E
14 – 1 unido ao ângulo do escudo
ESCUDETES – o superior unido ao escudo em cima e ao central em baixo
ESCUDETE Inf. – unido ao escudo em baixo;
VERMELHO – traço ultrapassa o escudinho em baixo, à D
LEGENDA – R e E de REGENS unidos em baixo; B e R de BRAS abertos

REVERSO
1A - Reverso da Bahia; letra monetária B
BICO – hastes longas e largas; ponto centrado
MERIDIANO – ultrapassa a esfera ao norte, como pequeno ponto
TRÓPICOS – norte interrompido pelo zodíaco à E; sul, à D
EQUADOR – não ultrapassa a esfera
COLUROS – Ex E acaba na esfera ao sul; os demais no meridiano
SIGN e NATA – N maior que as demais letras
PÉ – hastes largas, travessão superior contido nelas, o inferior ultrapassa
RECUNHO EM 8R – MÉXICO – T.H. - 1804
METAL Ag Ø 41,0 mm PESO 26,9 g
Ano de 1815 - Var1



1815 COLONIA VAR 1
G(àD) T (àD) EN 5.6 0.0 6.6
ANVERSO
COROA – alta, afastada do diadema; cruz embolada
DIADEMA – aberto, afastado do escudo; losangos entre pontos em triângulo e em cruz
PEDÍCULOS – 2º c/ pérola p/ a E
FRONTAL – 3 pérolas, a inferior unida à palma
ESCUDETES – todos isolados
ESCUDO – traço do vermelho empastado com a lateral E do escudo
JOANNES – primeiro N maior que o segundo
BRAS.D – D em plano inferior
REVERSO
1A - Reverso da Bahia; letra monetária B
BICO – hastes longas; triângulo deslocado p/ a D; ponto centrado
ESFERA – pequena, todas as hastes dos triângulos longas
TRIÂNGULO D – deslocado para a D
MERIDIANO – ultrapassa a esfera ao norte
EQUADOR – não ultrapassa a esfera
ZODÍACO – aberto, preenchimento ultrapassa a esfera ao norte
SUBQ – Q com rabicho grande, deslocado para a E
PÉ – hastes largas, travessão superior pouco ultrapassa
RECUNHO EM 8R – LIMA – J.P. - 1806
METAL Ag Ø 41,5 mm PESO 27,0 g
1A1 - RECUNHO EM 8R – LIMA – J.P. - 1812
METAL Ag Ø 41,5 mm PESO 27,1 g
1B - Reverso da Bahia; letra monetária B
BICO – hastes longas; ponto pequeno, centrado
TRIÂNGULO E – deslocado para a E
ESFERA – pequena, todas as hastes dos triângulos longas
MERIDIANO – ultrapassa a esfera ao norte
COLURO Exts. – acabam na esfera, ao norte e no sul
TRÓPICOS – norte interrompido pelo zodíaco à E; sul, à D
CPS e TS – caídos para a E
EQUADOR –ultrapassa a esfera à E e só parcialmente à D
ZODÍACO – aberto, interrompe a esfera nas duas extremidades
PÉ – hastes largas, cortadas pelos travessões, o superior menor
RECUNHO EM 8R – POTOSI – P.J. - 1797
METAL Ag Ø 41 mm PESO 27,0 g
1B1 - RECUNHO EM 8R – MEXICO – T.H.. - 1810
METAL Ag Ø 41 mm PESO 27,1 g

QUER SABER MAIS SOBRE ISSO? LEIA NO SITE DA CFNT http://www.cfnt.org.br