>>Colecione moedas e cédulas do Brasil e do Mundo!!! Venha ser um colecionador...

Revolução Francesa


Muita gente não conhece essas notas de bônus do tesouro francês e que foram um fiasco! Resolvi então, trazer um resumo deste ato revolucionário que teve inicio com a quebra financeira da França. Para quem não sabe a revolução francesa aconteceu porque o rei desperdiçava o dinheiro que era conquistado principalmente pelo comércio externo e crescimento interno da produção manufatureira embalado pela burguesia. Então os burgueses e as pessoas no  resolveram se revoltar contra o Clero e a Nobreza. Tanto o Clero quanto a Nobreza 1º  tinham privilégios que não eram concedidos a plebe.
Na época, a França enfrentava graves problemas financeiros e para resolve-los propôs o aumento dos impostos que eram pagos apenas pela burguesia e a plebe.
Em 1787 o Estado propôs que todos os proprietários de terras passassem a pagar impostos. A decisão iria ser tomada pela Assembléia dos Notáveis que declararam que somente os Estados Gerais poderia resolver o problema.
Em 1789 os Estados Gerais se reuniram, para a discussão e o clero e a nobreza exigiam o voto “por ordem”, o que fazia com que eles já ganhassem. Já a burguesia exigia o voto “por cabeça”. Não tendo seu pedido aceito os representantes burgueses se retiraram da reunião. Após semanas os Estados Gerais viraram Assembléia Nacional.
O rei da época Luis XVI tentava acabar com a Assembléia, mas os deputados não iriam acabar com a Assembléia até que fosse feita uma Constituição, no qual iria criar uma lei para a proibição de privilégios da Nobreza e do Clero, então, o rei sendo forçado por parlamentares transformou a Assembléia Nacional em Assembléia Nacional Constituinte.
A Assembléia Nacional Constituinte fez que a população se exaltasse para que os nobres não voltassem ao poder e fossem formadas as primeiras milícias. Os camponeses atacaram castelos, igrejas e propriedades rurais, em tentativa de destruir todos os símbolos de poder e opressão. Ainda em 1789 a Assembléia Nacional Constituinte pois fim a isenção de impostos e direitos feudais para o Clero e Nobreza. Em 1791 a Assembléia propôs um novo modelo de Estado, a Constituição formada determinava a monarquia constitucional como forma de governo, o fim dos privilégios da nobreza e a abolição dos direitos feudais. Foi em 1791 que Luis XVI validou a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão no qual consiste em empregar ao homem uma lei, no documento uma das leis era “Os homens nascem livres e são iguais em direitos. As distinções sociais só podem fundamentar-se na utilidade comum”.
Naquela época as discussões políticas eram muito comuns, dois dos principais grupos de discussão eram os jacobinos e girondinos. Eles eram conhecidos por serem partidos de direita e esquerda. Girondinos eram considerado um partido de direita por serem mais conservadores, já os Jacobinos eram considerados o partido de esquerda, e eram fundamentados nos princípios revolucionários. Esse conceito foi dado porque esses eram os seus lugares na assembléia. Um dos grupos famosos de discussão são os Cordeliers que era composto pela população do subúrbio de Paris. Em suas discussões eram abordados temas como abusos dos poderes executivo, legislativo e judiciário, necessidade de vigilância e atuação dos funcionários públicos.
Em 1791 o rei apoiado pelos contrarrevolucionários (cujo a proposta restaurar o poder do rei e os privilégios da nobreza) se aliou a potências estrangeiras, que aceitaram a aliança temendo que a influência da Revolução Francesa atingisse seus territórios. O acordo era que eles invadissem a França e acabassem com os grupos de movimentos revolucionários. Mas o seu plano foi descoberto e o rei foi deposto acusado de traição em 1792 e condenado a morte. A partir desse momento os revolucionários nomearam uma Assembléia conhecida como Convenção, que derrubou a monarquia e estabeleceu a república francesa.
Os deputados da Convenção eram os girondinos, deputados da Montanha (onde estavam os jacobinos) e os deputados do Pântano. Os jacobinos acabaram dominando a Convenção, e impuseram uma nova Constituição onde reconheceriam os direitos dos homens caso o governo dominasse o poder. O líder dos jacobinos foi Robespierre, que fez um regime de terror na França para que fosse aceito o governo revolucionário.
Em revolta ao governo de Robespierre, os burgueses iniciaram uma campanha contra ele, que acabou dando em sua morte e na morte de vários partidários, a chamada Reação Termidoriana, que em 1794 trouxe a burguesia de volta ao poder. O novo governo, que voltou a ganhar as guerras ganhou o nome de Diretório e buscava livrar a sociedade burguesa da república jacobina e da monarquia absolutista.
Ao final da revolução, os burgueses conseguiram que a França fosse transformada em um Estado capitalista.
O fim do poder da burguesia acabou em 1799, quando a única solução encontrada pela burguesia para acabar com o processo revolucionário foi entregar o poder a três cônsules: Napoleão Bonaparte, Sieyès e Roger Ducos.

CURIOSIDADE 

A França foi uma das pioneiras no uso de papel-moeda, mas a primeira tentativa de implantá-lo, em 1716, foi abaixo quando descobriram que as notas emitidas equivaliam a mais que o dobro do ouro presente no país. Em 1790, a Revolução Francesa emitiu estes assignats. Mas o medo de que a monarquia voltasse e a grande quantidade de notas levou-as ao fracasso



VOCÊ SABIA?

Que a Áustria e a Prússia, países absolutistas, invadiram a França, que foi derrotada porque oficiais ligados à nobreza permitiram o malogro do exército francês. Denunciou-se a traição na Assembléia. E em junho de 1791 a família real tentou fugir para a Áustria. O rei foi descoberto na fronteira, em Varennes, e obrigado a voltar. A assembléia Nacional, contudo, acabou por absolver Luís XVI, mantendo a monarquia. Para justificar essa decisão, alegou que o rei, ao invés de fugir, fora seqüestrado. A Guarda Nacional, comandada por La Fayette, reprimiu violentamente a multidão que queria a deposição do rei.