>>Colecione moedas e cédulas do Brasil e do Mundo!!! Venha ser um colecionador...

Como identificar e classificar uma cédula - Cédula do Japão




Vamos analisar passo a passo a imagem acima.

1. A primeira vista podemos observar a quase inexistência de caracteres ocidentais nesta cédula, com exceção da numeração (anverso) e do valor (no reverso), 1 yen (iene). Assim, trata-se com certeza de uma cédula Oriental (Japão, China, Taiwan...).
2. O iene é a moeda do Japão. Pelas características desta cédula podemos notar que ela não é atual. Por este motivo iniciaremos a pesquisa pelo catalogo World Paper Money – General Issues(Pick), emissões Gerais 1368-1960, pelo Japão.
3. Apesar de ser uma cédula de 1 iene, ela não se encontra na lista de cédulas japonesas. Uma outra constatação é que a cédula acima não apresenta o Selo Imperial do Japão – o crisântemo, geralmente presente nas cédulas japonesas.
4. A ação seguinte seria pesquisar no catálogo especializado (World Paper Money – Specialized), ainda pelo Japão, o que também foi negativa. Neste caso então é necessário conhecer um pouco da história daquela região da Ásia. Poderíamos começar por onde o Japão teve influência ou ocupou durante algum tempo, por exemplo, na Manchúria (China), na Coréia...
5. Iniciaremos pela Coréia que nos parece mais plausível, a Coréia foi protetorado japonês (1905-1910) e depois foi anexada pelo Japão (1910-1945). Em 1945 na Conferência de Potsdam ela foi dividida em duas pelo paralelo 38°, em zonas de ocupação (semelhante à Alemanha), ficando a Coréia do Norte sob a influência russa e a do Sul sob a influência americana.
6. O período que nos interessa da história coreana é o da dominação japonesa (1910-1945). Pesquisando-se no Catálogo das emissões gerais do WPM, podemos verificar que existem três cédulas semelhantes a esta que analisamos, vejamos:
P.29 – 1 yen (1932); P.33 – 1 yen (1944) e a P.38 – 1 yen (1945)
7. Para estabelecermos a catalogação, já que a cédula já foi identificada, passaremos a analisar os detalhes da cédula. A P.38 de 1945, devemos descartar, eis que apesar de ser semelhante, não apresenta o florão central. A P.33 de 1944, apresenta apenas uma numeração, enquanto que aquela que nós analisamos apresenta duas. Talvez se trate da série nesta cédula e a mesma não apresentaria a numeração.
8. Finalmente podemos catalogar a cédula em P.29a da Coréia de 1932 (período em que ela se encontrava anexada ao Japão). No caso o "a" indica que trata-se de uma cédula de circulação para diferenciar das seguintes, que são cédulas modelo (specimen), s1, s2 e s3, indicadas.

Detalhe de um Mapa Mundi de 1943, época em que a Coréia se encontrava anexada ao Japão.(inThe World Map for National Geographic MagazineWashington: National Geographic Society, dezembro, 1943). No mapa de 1957, também da National Geographic Society, já temos Pyongyang capital da Coréia do Norte. (clique no mapa para ampliar)

fonte: Sterling Numismática