HISTÓRIA DA MOEDA - 03 AS PRIMEIRAS MOEDAS

O fenômeno monetário surgiu com o desenvolvimento dos Estados, encarregados de gerir os excedentes obtidos pela exploração dos escravos, servos e camponeses, pelo controle das trocas a grande distância ou pela pilhagem dos povos vizinhos. Tratava-se agora de avaliar os tributos, impostos e taxas, normalizar os modos e meios de pagamento nos mercados e portos comerciais.
Na diversidade de suportes monetários das sociedades antigas – tecidos e grãos de cacau dos impérios maia e asteca, cauri e ouro dos reinos da África ocidental, barras compridas das cidades gregas, lingotes de ferro dos hititas, cevada e trigo da Mesopotâmia, trigo e cobre do Egito, milho e tecidos da China – as moedas chamam particular atenção, em virtude da perenidade de sua utilização.
No início, as moedas eram apenas um tipo determinado de peça metálica. Na China, por exemplo, antes da difusão das moedas e mesmo após seu surgimento no final do século IV a.C., circularam objetos com formato de enxadas e facas. As primeiras moedas foram cunhadas a partir do século VII a.C. na Ásia Menor e na Grécia, onde algumas cidades continuaram a utilizar compridas barras. Mais ou menos na mesma época – e até o advento da moeda no século IV a.C. – foram utilizados na Índia pequenos quadrados de prata, bastante finos e gravados com diversos motivos.
HISTÓRIA DA MOEDA - 03 AS PRIMEIRAS MOEDAS HISTÓRIA DA MOEDA - 03 AS PRIMEIRAS MOEDAS Reviewed by BRUNO DINIZ on novembro 20, 2012 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.